Translate

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Sobre o segundo turno: Abra o olho!


Se Gilberto Gil que era ministro do Lula está pedindo para não votar na Dilma.

Se Heloisa Helena, uma das fundadoras do PT é contra a candidatura da Dilma.

Se Marina Silva, ícone no PT, saiu e foi para o PV com muitos petistas.

Se Joelmir Beting, jornalista e sociólogo renomado, está pedindo para não votar na Dilma

Se Arnaldo Jabor, o crítico e comentarista do Jornal Nacional e do Jornal da Globo também está pedindo para não votar na Dilma.

Se a Marília Gabriela também está pedindo para não votar na Dilma.

Se a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil está pedindo para não votar na Dilma.

Se Pastores de todo o Brasil estão se mobilizando contra a candidatura da Dilma.

Se todas as pessoas de bem estão se mobilizando contra Dilma e a favor do Serra...

Se Collor, Sarney, Barbalho, Calheiros, Maluf, Genoino, Martha, Erenice e Zé Dirceu votam em Dilma alguma coisa está muito errada,

pois essas pessoas são sinônimos de corrupção, fisiologismo e populismo.

Vamos derrubar Dilma e seus padrinhos no 2º turno!


Tão importante quanto o voto, é exercer a cidadania e participar do destino do Brasil.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Dia especial! Parabéns Joana



Hoje é um dia especial, pois é o aniversário da minha amiga Joana. Nós tivemos um dia em grande! Almoçamos juntas, batemos pernas no shopping (ai, meus pés estão me matando...) compramos seu presente, e fizemos umas compras... Tudo do jeito que a mulherada gosta. Meu filhote, que foi junto, é que complicava as coisas, sabe como é, 3 anos, e tudo o que vê, quer. Mas nada que um bom olhar 44, ou melhor, um sonoro NÃO, não resolva, hahaha!.
Pois bem Joana, amei passar esse dia especial com você. Obrigada por sua amizade e companheirismo. Deus te abençoe gata! A ti e a tua família. Muitas bênçãos para a vossa vida. E mas uma vez: Feliz Aniversário! Parabéns!

Nós duas

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Seja Bem Vindo Pedro Augusto!

Um presente chamado Pedro Augusto. Nasceu com 50 cm e 3.350 kg


Deus te abençoe grandemente junto com toda a família.
Lindo, a prima te ama!
video

sábado, 9 de outubro de 2010

Sobre a candidata Dilma.


Recebi esse artigo da amiga Regina e não resisti posta-lo aqui, ri de me acabar:

LEIAM ESTE ARTIGO DO NEIL FERREIRA. ESTÁ ÓTIMO!

A Mãe de Todas as Bruxas atende pelo codinome de Dilma e tem Mil Caras, não me sinto seguro em descrevê-la. Estou com uma fotinha dela de dois anos ...atrás e outra de hoje, são entidades totalmente diferentes. Suas biografias também não batem, a de antes não é a de hoje e a de hoje com certeza não será a de amanhã.

Na fotinha antiga ela tem feições duras, rugas no rosto, os lábios num ergas estranho, talvez forçada tentativa de sorrir. E os cabelos, que horror.

Na biografia de antes, “companheira de armas” como testemunhou Dirceu, era guerrilheira heróica e assaltante de bancos e do cofre do Adhemar com Mais de Dois Milhões e Quinhentos Mil Dolares evaporados, talvez abrigados em paraísos fiscais incertos e não sabidos ou repartidos irmãmente com a companheirada, como agora é repartida a grana que jorra dos "propinodutos". Na de anteontem, era apenas uma vítima presa e torturada por “crimes de opinião”. Na de hoje, ao desmentir que teria se declarado a favor do aborto, como testemunhou Santa Marina Cheia de Graça, disse que não é a favor do aborto “por ser a favor da vida e como tal arriscou a sua própria vida”. Ameaçou matar e talvez tenha matado em defesa da vida, vá a gente entender tal lógica.

Na fotinha de agora as feições estão amenizadas, o rosto esticado, nos lábios um sorriso permanente, parece grudado para sempre, ela fica sorrindo até quando fecha os olhos para dormir. Sobre os lábios, aquelas ruguinhas indeléveis, que a peruagem chama de “código de barras”. Minto, não fecha. As pálpebras parecem grudadas nas sobrancelhas.

Olhos arregalados de quem finge enorme atenção em você, sorriso fixo de bondade até quando deita-se e dorme o sono dos justos. Lembra-me um genial filme japonês que vi na juventude, “Homem mau dorme bem”.

E os cabelos ! Muy diferentes dos de antanho, não sei explicar se parecidos com os daqueles cãezinhos de madame sempre arrumadinhos, ou se com o cabelo daquele ditador da Coréia do Norte, com quem ela está cada dia mais parecida.

O conjunto da obra, cabelos, cara, olhos arregalados, sorriso fixo, remete-me àquele anúncio antigo do shampoo Colorama “Ei, ei... A minha voz continua a mesma... mas os meus cabelos... “

É isso. Os pitangys da funilaria do Palácio do Planalto mexeram em tudo, reformaram, desamassaram, endireitaram, pintaram, mas não trocaram a buzina. A voz. Ela é uma impressão digital da criatura, um DNA, não há o que a modifique, é evidência de identificação aceita até nos tribunais das minhas séries de tevê, o “lixo cultural” como acusa o pensador petista Marco Aurélio Top Top Garcia.

A Mãe de Todas as Bruxas pode assumir os formatos que desejar, mas “ei... ei...” a voz continua a mesma. Rascante, desagradável, uma ofensa aos ouvidos sensíveis. Basta escutar, nem precisa prestar atenção, antes como agora é ameaçadora e engrola, tatibitate, e gagueja penosamente até para dizer que dia é hoje. Dá medo, senão pena. Acho que dá medo mesmo, pode ser trilha sonora de filmes do Frankenstein, do Drácula, da Madrasta da Branca de Neve que leva a maçã envenenada para a coitadinha indefesa.

Se cruzar com uma de suas personificações e ficar em dúvida, apenas diga “Bom dia...” O som da resposta virá envolto em fumaça negra com o hálito de enxofre. É ela, a Mãe de Todas as Bruxas, a Bruxa de Mil Caras.

Fuja correndo, não sem antes mostrar-lhe o crucifixo. Sempre carregue um como arma de legítima defesa. Um dia ela definiu-se como “atéia e marxista”, não sei se ainda vale.

Brade bem alto para todo mundo ouvir “Vade retro Satã !”. Se puder, repita mais outras vezes “Vade retro Satã ! Vade retro Satã !” e não se esqueça de se benzer, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, amém, com beijinho na unha do dedão da mão com a qual se benzeu.

Não há Belzebu que a resista, nem o que encarna a Martaxa Relaxa e Goza, entidade da mais Impura Maldade que habita os cafundós dos quintos de todos os infernos.

Se aparecer virada de boazinha, vai estar virada de Lullinha Paz e Amor, agora que a cambada reunida no Palácio do Planalto pediu ao Lullão que pare de latir e babar e morder e ameaçar a imprensa que ainda resta livre, os editoriais do Estadão fizeram-no uivar, há testemunhas. Lullinha Paz e Amor será ela, escrita e escarrada.

O serviço sujo está terceirizado ao Boca de Latrina, chutado para escanteio mas de lá, do escanteio, repescado para acusar Serra, aliados e até a família, de malfeitos mentirosos, inventados pela marquetagem. Boca de Latrina será ela, escrita e escarrada.

Dirceu, pescado da fossa onde estava afundado e a ela rescendendo, ressurge disputando o butim com ”mermão Paloffi” e prometendo a uma platéia de sindicalistas “um governo sindicalista” e “controle dos meios de comunicação”. Dirceu, dela “cumpanhero de armas”, será ela, escrita e escarrada.

Sarney, Barbalho

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Eleições no Brasil


Hoje li algo bem engraçado no Facebook sobre as eleições de segundo turno e resolvi posta-lo aqui:

O segundo turno das eleições é dia 31/10, Halloween.
Não perca a chance de queimar uma bruxa (Dilma).( ou melhor Serra-la)
Dt Loco

E que tal essa?
Serra, serra, serrador, serra a Dilma por favor!!!!!!!!! Hahaha! Muito boa! Thaís F. Garcia.

Quem tem mais????

sábado, 2 de outubro de 2010

artigo do Dr. Gabriel Novis Neves, ex Reitor da Universidade Federal de MT .

Recebido por email, um belo artigo.


Sabe muito
Gabriel Novis Neves
06/09/2010 00:00



Quando a Marina Silva esteve em Cuiabá e fez uma palestra na antiga Universidade da Selva - hoje Universidade Federal de Mato Grosso - escrevi o artigo “Marina sabe?”

Hoje, assistindo ao vivo pela televisão o pronunciamento da Marina como candidata à Presidência do Brasil, eu tive a minha indagação plenamente respondida: a Marina sabe – só sabe não - ela simplesmente sabe demais! Fiquei até um pouco envergonhado sobre o artigo que escrevi.

O seu discurso de aproximadamente cinqüenta minutos, foi totalmente diferente dos discursos burocráticos dos políticos profissionais e técnicos soberbos. A menina do Acre falou com o coração para o coração dos brasileiros. Foi de uma humildade! Aliás, uma das suas características. Disse que teria durante a palestra a postura de uma professora de ensino médio. Nada ensaiado por marqueteiros. Apresentou-se aos brasileiros como eles são. Microfone na mão direita, roteiro na tribuna, falou a maior parte de improviso, exatamente para a população brasileira conhecê-la. Andou o tempo todo no palco do auditório alugado, colocando e tirando os óculos, muitas vezes com a mão esquerda na cintura. Parecia a minha professorinha da Escola Modelo Barão de Melgaço.

Essa postura despojada da Marina fez o encantamento de muitos brasileiros. Acredito no poder de comunicação da televisão e no bem que a sua candidatura representa para o Brasil. De imediato nos salvou de uma eleição plebiscitária entre os oitos anos do sociólogo e os oito do metalúrgico. Teríamos um resultado falso positivo para o futuro do país. Marina reconheceu os méritos do professor com o Plano Real e do operário com a distribuição de rendas. Mas lembrou que muito deixou de ser feito. A meta mais importante do seu governo será continuar o que deu certo, e criar oportunidades a todos os brasileiros. Hoje toda criança pode chegar à escola, porem essa presença não cria oportunidades. O que proporciona oportunidade é a escola de qualidade, que valoriza o professor com programas de educação continuada, condições de trabalho e bons salários. Essa escola nós não temos e continuamos, portanto, negando oportunidades aos jovens brasileiros.

A história de vida da Marina é uma história da vitória da oportunidade. Oportunidade para estudar e oportunidade para viver. Salvou-se do analfabetismo aos dezesseis anos e depois de morrer vítima das doenças tropicais. Uma ex-seringueira negra e pobre teve oportunidade numa escolinha de qualidade no Acre. Um rapaz classe média de São Paulo estudou na excelente USP, encontrando oportunidade de ficar rico com ética, é o seu vice.

Que diferença produz na vida das pessoas uma escola de qualidade! A elite econômica não reconhece que a prioridade deste país chama-se oportunidade para todos. Acusam os pobres injustamente de não trabalharem, pois eles, os ricos, trabalham muito e ganha muito dinheiro, o que é pelo menos uma injustiça para aqueles cuja oportunidade foi negada.

Marina defendeu o meio ambiente e denunciou um ato de traição que está sendo discutido no Congresso Nacional pelo rolo compressor do governo, para absolver aqueles que destruíram as nossas florestas, mataram os nossos peixes e condenaram a morte, muitos dos nossos rios. É um perdão que os financiadores de campanhas políticas não merecem, mas os futuros beneficiados dizem que o momento da anistia é este. Marina é uma candidata diferente pela sua espontânea sinceridade geradora da credibilidade, que tanta falta faz aos outros. É a candidata da floresta, que caminha olhando para trás para não cometer o erro do passado e procurando o futuro seguro para nossa gente.

Daí o encantamento que produz nos jovens, velhos, pobres, ricos, intelectuais, profissionais liberais, professores, religiosos, ateus, empresários, favelados, excluídos sociais, negros, brancos, índios, e com certeza chegará ao centro das decisões eleitorais, que é o coração do eleitor. Falta pouco para Marina chegar ao segundo turno. Basta “roubar” uns pontinhos do político e da técnica. Em eleições costuma vencer a emoção e isso Marina tem para abastecer o mercado interno e externo. Marina sabe e muito! A história da sua vida é o seu Plano de Governo.

Gabriel Novis Neves